terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Belezas de Deus

 Belezas  de Deus dispensam palavras
 Números, ciências e tradições
 Contemplas  imensa formosura,
 graça e vida do Senhor Soberano em  suas   criações.

O Senhor que abriu o Mar Vermelho,
é o mesmo  pincelando o pôr-do-sol.
Aquele que conhece a tua angústia,
                                                      enche de luz  e firmeza o girassol.
           
Do antúrio branco a boninas amarelas,
cada espécie expressa  divinal serenidade e afeição.
Fico feliz em poder apreciar,
os detalhes  de tão grande, inquestionável perfeição.

KAF-Janeiro 2013





terça-feira, 8 de janeiro de 2013

POEMAS

Poemas de vida são escritos com atitudes transformadas.
Poemas de mãe e filha são pequenos gestos que o lirismo
e a rima perfeita não compreendem.
Poema de Filha e Mãe são afinidades reveladas em passeios outonais a cada quinzena do mês.
Às vezes com pausas e staccatos, outros abundantes de colcheias e fusas.
A cada quarta, vamos misturando poesia e música.Letras e sons.
Somos uma combinação de teclas e cordas

KAF-2011

*Um poema que estava em rascunho.Chegou a sua hora!
Posted by Picasa

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Resposta Floral


Presente de Mãe em verdes jardineiras.
A terra adubada predisposta a trabalhar,
com regas pontuais  conduzidas a cooperar.
Gerânios sem flores prontos a belos ficar.

Os olhos brilharam na primeira florada.
Reações femininas de alguém cuja alma tem formato de flor.
Contempla o poder de Cristo na  Criação,
em sua palavra encontra a razão:"graça,imerecido favor".

Na nova morada apenas um cacho despontou.
As estaquias,adubação para flores, as mãos e os sonhos embalando a terra. Oh!Nada adiantou.
As folhas viçosas embelezavam o ambiente.Mas, quando tudo parecia perdido,
notava-se  que o amor de Deus não mudou.

Embora pareça loucura,ou espontaneidade infantil,
Uma oração a Deus foi realizada, para que o colorido das flores fosse a manifestação da sua vontade.
O tempo foi passando,a poeta, jardineira- amadora trabalhando.
Hoje,os gerânios estão florescendo na permissão do Deus Soberano em bondade.

KAF

Dezembro/Janeiro2013

Reabrindo as portas

                                                                           Disponível na web


Andei sumida por aqui. Justificativas  a parte, tenho vivenciado um tempo de muita poesia.
Poesia e vida não apenas com letras.
Poesia o secreto na intimidade com o Pai.
Poesia do aprender amar, perdoar, padecer no exercício de um coração grato independente do cenário apresentado aos meus olhos naturais.
Porém, como diz  Kuhlmann em seus versos, o poeta não deve ficar inerte, estático a beleza do que Cristo faz. Então, é preciso realizar para não se acomodar. E como Deus convocou Elias a sair da caverna e retornar a luta.É preciso sair da caverna de si mesmo e mostra ao mundo como Cristo pode transformar o coração e o caráter do indivíduo.

Ano Novo Feliz!

KAF

PS. Para contemplar como Deus tem inspirado a vida de Silvestre Kuhlmann,basta acessar >http://www.silvestre.mus.br/