domingo, 6 de setembro de 2009

Setembrina

Imagem:http://br.olhares.com/

O meu vestido para receber Setembro,
Não tem vestígio de tristeza
Escolha prévia no guarda-roupa do meu âmago
Cores seletas e pureza

Tem mangas de moça prendada
Saia rodada de convivência
Fitas e laços de expressão como cenário para arte cênica
Ciranda florida companheira da inocência

Nos pés, rastros de liberdade
Na cabeça, pensamento cromatizado
Composée de Tetéia e acessórios de Mulher apurada
Pontos tecidos no tear do proletariado.

Assim, em sonho profundo me despeço,
De olhos bem abertos , aconteço
Dualismo de outono e primavera
Norte de Vivaldi proclamando célere e sinfônico recomeço.

É Primavera!

KAF/VIC-2009


3 comentários:

  1. Gosto do mês de Setembro, por mil e uma razões, embora aqui, em Portugal, nos seus últimos dias, nos traga o Outono com o seu ar um pouco melancólico mas ainda cheio de vida nos seus amarelos avermelhados. E gostei do que escreveu e muito! Um bj Graça

    ResponderExcluir
  2. Graça,

    Fico feliz porque compartilhamos da mesma preferência. Então observastes que apesar dos tons amarelos avermelhados o mês não perdeu a sua beleza.
    E o melhor,esta beleza adentra o verão se prolongado até meados de março do ano vindouro. Pelo menos aqui no Brasil.

    Abraços primaveris

    ResponderExcluir
  3. Já te conheço a algum tempo,e posso reconhecer alguans realidades por trás dos versos,gostei muito,te quem te adimira a alguans primaveras!

    ResponderExcluir

Obrigada por nos visitar.
Poetizar é preciso e embeleza a vida.
Abraços,KAF