sábado, 6 de dezembro de 2008

O Deus dos Meus Pais




Grande Deus,
Quando pequena contaram-me de ti
Relataram os teus feitos e a tua soberania
E quão importante é ter a tua companhia.
Apreciei a aliança Noética
Tentei entender como gerastes a fé de Abraão.
Os fundamentos da confiança de Josué,
equilibrando a humildade e a força em um insensato coração.
Percebi que buscar a face de alguém que não podia ver
ultrapassava os limites da inteligência humana.
Que meditar nas sagradas escrituras
é a permissão divina para sobrevida ao espírito.
E assim, o tempo passou.
Tornei-me moça e depois mulher madura
Te elegi como Senhor da minha vida
Faço do teu amor a minha armadura.

Kaf-Dezembro/2008


*Senhor Deus,

Transforma a história daqueles que navegam por esse mar poético.*




Um comentário:

Obrigada por nos visitar.
Poetizar é preciso e embeleza a vida.
Abraços,KAF